Ética e transparência a qualquer custo

          Nossos avós já diziam, com muita propriedade, que "elogio em boca própria é vitupério", o que significa, traduzindo para a linguagem do século 21, que é feio, muito feio, fazer como a maioria dos políticos e governos que passam o tempo todo se promovendo. Mas também não é razoável (e pode ser até arriscado empresarialmente) praticar a falsa modéstia. Somos uma empresa de consultoria e assessoria que faz um número limitado de coisas e não vivemos de comissão pelos trabalhos realizados por terceiros. Queremos ser o melhor naquilo que fazemos, mas temos a humildade ( e a inteligência) para reconhecer que precisamos aprender muito. Contamos com a parceria, espírito crítico e a experiência dos nossos clientes e amigos.

   História                                             
   Pioneirismo                                       
   Início da seção                                  
 
       

 

 

          Embora seja uma empresa pequena, muito enxuta, a Comtexto Comunicação e Pesquisa já tem uma história pra contar. Afinal de contas, ela está no mercado há mais 3 décadas e, por ter vivenciado a explosão da Comunicação Empresarial em nosso País, pode participar de uma série de iniciativas pioneiras, como os primeiros congressos realizados na área (a ABERJE foi sua parceira nos eventos iniciais e a Mega Brasil em muitos outros), as primeiras pesquisas desenvolvidas sobre temas de Comunicação Empresarial, os primeiros prêmios que contemplaram categorias amplas de Comunicação Empresarial (no início, a premiação da ABERJE, por exemplo, somente restringia-se aos jornais empresariais) e também os primeiros projetos de auditoria de imagem (em 1983, a Comtexto já aparecia em uma revista da Gazeta Mercantil - Administração & Marketing, divulgando este seu produto pioneiro).

          A Comtexto , em função da vinculação de seu diretor principal, o prof. Wilson da Costa Bueno, com duas importantes universidades brasileiras (a USP e a UMESP), por mais de 3 décadas, sempre buscou aproximar a área profissional e a acadêmica, estimulando a reflexão, o debate e a pesquisa em Comunicação Empresarial. Ela incorporou a Internet como mídia e ambiente para os seus projetos e hoje orgulha-se de seus sites temáticos, também referências na área.

          Mas o que a Comtexto mais valoriza é a sua independência, sua visão crítica da Comunicação Empresarial e, sobretudo, a sua disposição de não compactuar com sistemas não éticos, não responsáveis e, mais do que isso, de denunciá-los, por todas as formas. O cliente que mais demanda a Comtexto é a própria Comtexto, porque ela sempre assumiu esta perspectiva empreendora de desenvolver projetos próprios. Talvez porque muitos deles não tivessem mesmo facilidade de conseguir patrocínio, seja porque estivessem vinculados a áreas muito específicas, especializadas (logo, com pouca visibilidade junto a parceiros e anunciantes), seja porque incorporavam uma proposta crítica, nem sempre fácil de ser assumida por empresas ou entidades.

          A Comtexto pretende continuar no mercado com o mesmo espírito com que foi fundada. Uma empresa, que tem o DNA do Jornalismo (seus sócios primeiros eram todos jornalistas e os atuais são comunicadores por formação e espírito) e que soube ser seduzida pela Comunicação Empresarial/Comunicação Organizacional. O vínculo com o Jornalismo Especializado (Científico, Ambiental, Rural e em Saúde) do seu fundador (primeiro doutor em Jornalismo Científico no Brasil)  também ampliou o campo de atuação da empresa, mas ela nunca abriu mão de seu caráter investigativo. Ela sempre soube onde queria chegar, apesar de o caminho muitas vezes não ter sido fácil. Mas tem valido a pena: num País, onde as pequenas empresas enfrentam duro o chamado "Custo Brasil", ter resistido por quase quatro décadas, já é uma grande conquista. E bola para a frente que atrás vem gente!

 

Webdesign e hospedagem por AMS Public